quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Nocaute do dia!


Essa com certeza chacoalho o cérebro do rapaz.

 

Charles do Bronx inicia preparação para Jeremy Stephens com motivação extra

Brasileiro, que teve luta anunciada para o dia 12 de dezembro, nos Estados Unidos, criticou recusa de Stephens em lutar contra seu amigo Lucas Mineiro.


A decisão médica que impediu a participação de Charles do Bronx no UFC Fight Night 50, em setembro, ainda não foi esquecida. A "revanche" contra Nik Lentz teve de ser adiada, porém o lutador já tem mais um desafio pela frente. O UFC anunciou nesta segunda-feira, dia 30 de setembro, que Do Bronx vai enfrentar Jeremy Stephens no dia 12 de dezembro, no card do The Ultimate Fighter 20 Finale.

Jeremy Stephens também integra o Top 10 da categoria peso-pena (até 66,1kg), na décima posição, uma acima de Lentz e quatro à frente do brasileiro. Com o anúncio, Charles do Bronx já começou, junto aos treinadores Ericson Cardoso e Jorge Patino "Macaco" a traçar o plano de luta que vai pode lhe possibilitar alcançar as duas metas que tem para o fim do ano: garantir a terceira vitória consecutiva e estar entre os 10 melhores da categoria.

"Tenho muito tempo para me dedicar. Vou chegar afiado e no peso. E com um foco totalmente definido. Vou vencer e ficar entre os melhores. Quero chegar em 2015 babando pelo cinturão e disputa-lo até o fim do ano", comenta Charles, inspirando-se no que o atual detentor do título dos penas, José Aldo, costuma dizer: "O Aldo já falou diversas vezes e penso muito nisso, que se você quer ser o melhor, tem que só enfrentar os mais fortes, mesmo não estando no topo ainda. Me inspiro nisso, porque quero ser o melhor".

Antes de ter a luta anunciada contra Charles Do Bronx, Jeremy Stephens teria pela frente outro brasileiro, Lucas Mineiro. No entanto, o norte-americano se recusou a enfrenta-lo no UFC 179, no Rio de Janeiro, por considera-lo abaixo de sua posição no ranking. Do Bronx, que eventualmente treina com Lucas na Chute Boxe Diego Lima, em São Paulo, evita alimentar qualquer tipo de rusgas, mas critica a atitude de seu adversário.

"Ele não quis lutar contra o Lucas Mineiro, mas não sei direito o que houve. Sei que o Mineiro vai ganhar do Elkins e vai pedir a luta. Da minha parte, vou dar meu melhor para vencer e o Jeremy vai ter que aceitar o desafio do Lucas. Não desrespeito meus adversários e não gosto de quem desrespeita. Tudo se resolve no octógono", pondera. "O UFC colocou essa luta para mim. Não tenho que ficar escolhendo. Aceitei na hora. Posso dizer a todos os fãs que vou andar para frente e sair com uma vitória, apesar de saber que ele é muito duro. Gostei da escolha".

Revanche ainda nos planos

Apesar de empolgado com o duelo marcado, Charles do Bronx ainda espera enfrentar Nik Lentz. Na luta que ocorreu, em 2011, o brasileiro venceu, mas teve a vitória anulada por um "No Contest", após aplicar uma joelhada considerada ilegal no rival. Quando enfim teve o pedido atendido, foi vetado pelos médicos e não reencontrou o adversário. Agora, o peso pena acredita que no momento certo, enfim, será realizado.

"Meu foco agora muda. Só penso no Stephens, mas não tem como esconder que fiquei chateado por não ter ocorrido a luta contra o Lentz. Pedi ao UFC, eles atenderam meu pedido, mas acabei não tendo condições de lutar, infelizmente. Quero ainda esta luta, mas sei que vamos nos encontrar no futuro. Estamos na mesma categoria e temos a mesma vontade. No momento certo, vou conseguir vencer o Lentz novamente" diz, comentando os motivos que o deixaram de fora do último duelo.

"Tentei muito lutar. Meu coração mandava ir para o octógono, mas meu corpo não deixava. Tive muita dor no estômago, febre, passei muito mal. Quem estava comigo acompanhou tudo. Foi uma barra, mas passou e agora quero lutar logo", explica.

 

terça-feira, 30 de setembro de 2014

José Aldo ganha torcida organizada para o UFC 179 e fãs podem comprar camiseta

Lançamento da segunda edição da ‘Torcida José Aldo’ acontece nesta terça-feira e camisetas já estão à venda no site oficial do lutador.


Campeão peso-pena (até 65,7kg) do UFC, José Aldo terá um apoio ainda maior no confronto contra Chad Mendes, pelo UFC 179, dia 25 de outubro, no Maracanãzinho, Rio de Janeiro. A Upper Sport Marketing, agência responsável pelo gerenciamento de sua carreira, lança, nesta terça-feira, dia 30 de setembro, a "Torcida José Aldo", a torcida organizada oficial que leva o nome do campeão do Ultimate no peito. A comercialização das camisetas já está sendo feita através do website www.joseladojunior.com.br, e estará disponível durante 15 dias pelo valor de R$ 60,00, e quem comprar recebe ainda um pôster autografado pelo lutador. 

Os membros oficiais da Torcida José Aldo terão seus nomes exibidos no site oficial do lutador. Gerente de marketing da Upper Sport Marketing, Eduardo Perdigão explica os benefícios para torcedor e o próprio lutador com esse apoio especial dos fãs.

"O foco principal da ação é aproximar fã e atleta, mobilizando todos a acompanharem a defesa de cinturão de um dos campeões do UFC que há mais tempo defendem seu título. Quem adquirir o kit TJA efetuará um cadastro no momento da compra e terá seu nome exibido como torcedor oficial no lançamento do próximo site do Aldo. Com isso vamos mostrar o potencial do José Aldo como ídolo do esporte nacional", ressalta.

A Torcida José Aldo foi criada em agosto de 2013, no UFC 163, quando Aldo defendeu seu cinturão contra Chan Sung Jung, o Zumbi Coreano, no Rio de Janeiro. Os adeptos foram uniformizados e levaram bandeiras da TJA, incentivando o brasileiro a todo instante, empurrando-o para a vitória por nocaute técnico no quarto round.

SERVIÇO - TJA
Camisa oficial da Torcida José Aldo
Valor: R$ 60,00 - camiseta + pôster autografado de brinde

 

Minotauro confirma aposentadoria para 2015


A lenda do MMA, o peso pesado brasileiro Rodrigo “Minotauro” Nogueira, já fala da sua carreira em tom de despedida, e confirmou que se as coisas ocorrerem como planejado, ele deve pendurar as luvas no final de 2015 para se dedicar aos seus alunos.

Em entrevista ao Globo Esporte Rondônia, Rodrigo Minotauro confirmou a possível dada para a aposentadoria do octógono:

“Eu penso em me aposentar no futuro, só que mais no final do ano que vem. Essa ainda é a a ideia. Acho que pode ser o momento, tenho meus alunos e outras coisas a fazer. Gosto de estar envolvido e de fazer campeões. Tenho mais de 10 mil alunos e vejo muita gente mudando de vida, mas por enquanto eu também quero lutar. Devo ter umas duas lutas até lá e esse também é meu foco”. comentou o peso pesado.

Rodrigo Minotauro confirmou que tem algumas lutas para fazer e que volta aos treinos no começo do próximo ano.

“Amo o que eu faço. Esse lado de ensinar e motivar as pessoas é bem legal mas ainda tenho algumas lutas pela frente. Volto a treinar em janeiro, vou lutar e depois vamos ver o que fazer”.

---
Via: MMA by Neko

 

Nocaute do dia!

Joelhada voadora sensacional no Imperium MMA.

Momento do nocaute no 0:35 do vídeo.


Lindo K.O

 

Segundo episódio: Luta Livre Spirit

Neste segundo episódio da web-série Luta Livre o convidado é o Mestre Roberto Leitão. Ele conta como descobriu a Luta Livre e também expõe sua opinião sobre ela.


 

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Treinando pesado!


Treino pesado é para poucos.