sexta-feira, 6 de março de 2015

Corrida para mulheres 2015 tem apoio da Integralmédica

Evento acontece neste domingo dia 08 de março na Capital Paulista e comemora o dia Internacional das Mulheres. Marca reforça seu compromisso em incentivar a prática de atividades físicas e esportes.


A Integralmédica®, empresa pioneira no mercado brasileiro de suplementos nutricionais de última geração, apoia a 14º edição da #CorridaWRun, que acontece dia 08 de março, domingo, a partir das 7h00, com largada no Joquey Clube, em São Paulo (SP).

O evento é destinado apenas para o público feminino e marca as comemorações do dia Internacional da Mulher. Mais de 10 mil corredoras viverão a experiência de performance na distância de 4 e 8km, ideais para as iniciantes ou mais avançadas. Pensada em detalhes para as mulheres, o evento conta ainda com uma estrutura chamada de “day care”, que acontece nos dias que antecede a corrida, 6 e 7 de março (sexta e sábado), até a estrutura no percurso e dispõe de serviços de beleza, lojas e produtos exclusivos além de aulas com diversos profissionais.

De acordo com Daniela Martoni, nutricionista e coordenadora de marketing da Integralmédica®, a marca reforça neste apoio seu compromisso em incentivar a prática de atividades físicas e esportes, que podem prevenir vários problemas que afetam a saúde das mulheres, nos dias atuais. “Nossa iniciativa está alinhada a plataforma de nutrição, saúde e bem-estar e a prática esportiva colabora em muito para o cuidado com o corpo”, destaca.

A logomarca da empresa estará presente nos matérias de comunicação da #CorridaWRun para Mulheres 2015, no pórtico de largada e chegada, faixa de gradil e wind banners no percurso. As corredoras receberão no kit da corrida a barra de proteínas da linha VO2. Durante a promoção das ações de comunicação de hábitos de vida saudáveis, o público poderá visitar a loja de produtos da Integralmédica®, instalada no evento, tirar dúvidas sobre suplementação e adquirir os produtos desconto.

A linha VO2 é voltada pra praticantes e adeptos de exercícios contínuos de longa duração. São produtos para quem precisa de mais carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e aminoácidos específicos para cada momento do treinamento ou competição. A VO2 disponibiliza aos praticantes a melhor e mais completa linha de suplementos nutricionais, como a linha de Energy Gel, elaborados com formulações específicas para o período de pré, intra o e pós treino, para maximizar a performance e recuperação dos esportistas. Oferece mais energia ao corpo e garante um bom desempenho durante as atividades físicas. Com embalagem portátil (sachê 30g), prática de fácil manuseio, é ideal para o transporte e consumo durante as provas como corrida e ciclismo.

Serviço:
#CorridaWRun para Mulheres – Etapa São Paulo (SP)
Patrocínio: Integralmédica
Data: 08/03 - domingo | Horário: 7h00
Local: Jockey Clube – Portal Social
Endereço: Av. Lineu de Paula Machado, 1.263 – Morumbi – São Paulo (SP)

SAC: (11) 3003-7887
www.integramedica.com.br
www.facebook.com/vo2power
Instagram: @integralmedica

 

XFCi 9 define finalistas de torneios masculinos com revelações do MMA mundial

Edição do dia 14 de março terá semifinais dos torneios peso-galo e peso-meio-médio; histórias de superação marcam lutadores brasileiros.


A segunda temporada internacional do XFC entra na reta final. O XFCi 9, dia 14 de março, no ginásio do São Paulo Futebol Clube, reserva as semifinais dos torneios masculinos peso-galo (até 61,2kg) e peso-meio-médio (até 77,1kg), com revelações do MMA. Entre os galos, os brasileiros Daniel Virgínio e Julio Xaropinho se enfrentam pela vaga para a final contra o vencedor do duelo entre o mexicano Edgar Cabello e o norte-americano James Gray. Nos meio-médios, predomínio nacional, com o paraense Michel Pereira enfrentando o paulistano Cairo Rocha, e o sergipano Paulo César dos Santos diante do guianense radicado no Rio de Janeiro Carlston Harris.

A RedeTV! transmite as quatro lutas do card principal ao vivo a partir de 00h30 e as outras oito no sábado seguinte. Na grande luta da noite, Allan "Puro Osso" Nascimento e Bruno "Macaco" Azevedo disputam o cinturão mundial peso-mosca (até 56,7kg). Na mesma categoria, só que entre as mulheres, Poliana Botelho e Silvaneide Marretinha se enfrentam na final do torneio, enquanto Julie Werner faz superluta contra a russa Julia Berezikova. Campeão do torneio meio-médio da primeira temporada, Will Galvão duela contra Gennaidy Kovalev, da Rússia. O TerraTV transmite o show de lutas na terça, dia 18, em serviço on demand.

"Estou muito ansioso para assistir essas semifinais", conta o presidente do XFC, Myron Molotky. "O futuro reserva grandes feitos para esses talentos que estão nos nossos torneios. Eles deixam tudo dentro do hexágono e os fãs assistirão a um grande espetáculo. O XFCi 9 terá clima de decisão do início ao fim".

Virgínio e Xaropinho: histórias semelhantes, objetivos ambiciosos

Daniel Virgínio e Julio Cesar "Xaropinho", que fazem a quinta luta da noite, representam grandes equipes do Brasil. Aos 29 anos e natural da pequena cidade de Pureza (RN), Virgínio cresceu ajudando os pais em uma plantação de mandioca e viu nascer, em 2011, o sonho de ser lutador de MMA, na Kimura Nova União, em Natal, onde mora desde os 19 anos com a filha. No cartel, são duas vitórias em duas lutas profissionais, a última delas nas quartas-de-final do torneio do XFC, quando finalizou a revelação de Curitiba Lerryan Douglas, com uma guilhotina no primeiro round.

"Foi muito duro chegar até à semifinal de um evento tão importante como o XFC. É muito gratificante para mim. Não vejo a hora de subir no hexágono para vencer e dar orgulho à minha família e minha cidade. Sei que meu adversário tem um estilo parecido com o meu e já prevejo uma guerra no hexágono. Vou estar preparado para tudo", garante Virgínio.

Julio Rodrigues, o Xaropinho, é natural de Araraquara (SP) e também iniciou no MMA em 2011. Antes de ser contratado para o torneio do XFC, conciliava treinos e trabalho como padeiro e entregador de pizzas. Agora, se dedica somente aos treinos na Chute Boxe Diego Lima, na capital São Paulo. A derrota em luta equilibrada nas quartas-de-final do torneio, diante o mexicano Edgar Cabello, não esmoreceu o atleta, que ganhou nova chance na competição após dispensa de Alejandro Abomohor, por quebra de contrato com a organização.

"Estou muito feliz com essa oportunidade que o XFC me deu. Mesmo com a derrota na estreia, sinto que fiz uma boa luta e mereço a chance. Na Chute Boxe, me tornei mais versátil e ainda vou evoluir muito mais", analisa Xaropinho, que tem seis vitórias e três derrotas no cartel e se apega em sua história de vida como motivação. "Não tenho vergonha de ter trabalhado como padeiro e entregador de pizzas, pelo contrário, mas isso ficou para traz e meu objetivo agora é conquistar esse torneio".

Na outra semifinal do torneio peso-galo, o norte-americano James Gray tenta manter sua invencibilidade de três vitórias em três combates disputados contra o mexicano Edgar Cabello (7v 3d). Os dois se credenciaram à semifinal ao baterem os brasileiros Lucas Moraes e Julio Xaropinho, respectivamente.

Cairo Rocha quer vencer torneio e enfrentar Will Galvão

Classificado para semifinais do peso-meio-médio, Cairo Rocha aproveita bem segunda chance que teve no hexágono. Na primeira temporada, em duelo válido pelas semifinais do GP, o paulistano foi nocauteado em apenas 12 segundos de luta por Will Galvão, que acabou se sagrando campeão do torneio. Por conta das excelentes apresentações nas outras lutas que fez pelo XFC, foi novamente escalado para o torneio. Agora, quer a vaga na final e o título para pedir a revanche contra Galvão, que luta no mesmo card.

"Meu objetivo é buscar o cinturão do XFC. Para chegar até lá tenho que passar a final, depois conquistar o GP e é nisso que estou focado. A presença do Will no card me motiva, porque além de ele ser o campeão, nossa luta foi um grande aprendizado para mim. Ser um dos recordistas de lutas do XFC no Brasil também é um orgulho e quero fazer história no evento", afirma Cairo, que já se apresentou quatro vezes pela organização.

Do outro lado do hexágono, o paraense de Tucumã, no interior do estado, Michel Pereira vive ótima fase na vida pessoal e profissional. Com apenas 21 anos e já com 15 lutas (11v 4d), o atleta da Coalizão Fight Team chega para o desafio embalado pela vitória por finalização sobre Geraldo "Luan Santana", ainda no primeiro round.

"Estou colhendo os frutos de tanto esforço e só penso nesse título", ressalta. "O Cairo é um lutador muito parecido comigo, gosta de dar show e será uma grande luta. A presença do Will é uma grande motivação porque ele conquistou o que estamos lutando para conseguir, batendo o próprio Cairo. Se possível, vou trocar uma ideia com ele para pegar umas dicas ", brinca.

O adversário de Cairo ou Michel sai do confronto entre o sergipano Paulo César dos Santos, que venceu o venezuelano Anthony Suarez nas quartas de finais do torneio, e Carlston Lindsay Harris, que bateu o brasileiro Ariel Jaeger no XFCi 7. Natural de Guiana, Carlston treina e vive no Rio de Janeiro, defendendo a tradicional equipe carioca RFT.

 

quinta-feira, 5 de março de 2015

Ronda Rousey vs. Cat Zingano

Vamos assistir o combate entre Ronda Rousey vs. Cat Zingano de um jeito diferente.

 

Anderson Siva quebra o silêncio e dá entrevista ao site TMZ

Confira o vídeo (em Inglês) e a tradução logo abaixo.


Repórter: O que você tem a dizer a seus fãs sobre ter falhado no teste antidoping?

Anderson Silva: Então, eu não sei o que aconteceu. Eu estou surpreso. Quando meu empresário me ligou, ele disse: “Anderson, temos um problema, porque você foi (sic) ao teste da Comissão e é ruim”. E eu disse: “O quê? Eu não sei o que aconteceu”

R: Então, as pessoas estão dizendo que você talvez só estivesse tentando recuperar sua perna, isso é verdade?

A.S: É, eu sei, mas eu não acho. Eu preciso checar todos os suplementos que eu uso, porque eu nunca falhei com a Comissão neste esporte. Eu estou muito feliz porque a Comissão me ajuda e eu ajudo a Comissão, eu vou trabalhar junto com a Comissão, pois penso que isso é ruim para o esporte e muito ruim para mim e minha vida. Eu nunca usei nada para alterar minha performance na luta.

R: Você acha que sua reputação está arranhada?

A.S: Eu não acho. Eu vou ver o meu médico e o médico da Comissão para testes em todos os meus suplementos. Então, quando a Comissão disser “Pronto!”, eu vou voltar a lutar e eu vou falar com meus fãs e é isso.

R: Então, vamos te ver de volta de novo em um ano?

A.S: Isso, eu acho que no próximo ano.

R: O técnico do Nick Diaz disse que a luta deveria ser revertida (em um No Contest), o que você acha?

A.S: Eu acho que pode haver uma revanche contra eles, sim.

R: Você está dentro para uma revanche?

A.S: Sim, absolutamente, com Nick Diaz.

R: Você está pronto para uma revanche?

A.S: Sim, eu estou pronto. Eu respeito a Comissão e quando tudo isso acabar, eu vou lutar contra o Nick.

R: Você conhece o rapper “50 Cent”? Ele disse que vai apostar US$ 1,6 milhão em Floyd Mayweather (na luta de boxe contra Manny Pacquiao)?

A.S: Uau! Ei, “50”, você deveria colocar essa grana na minha próxima luta contra o Nick Diaz.

 

Mestre da esquiva

 

quarta-feira, 4 de março de 2015

Esperanças da CM System, Marcão Bad Face estreia no Legacy contra ex-UFC e Naldo Silva assina contrato com a organização


Criada em 2009, a CM System evoluiu ano após ano até se tornar umas das principais equipes do Brasil. Em 2014, a academia curitibana, liderada por Cristiano Marcello, alcançou números expressivos e larga presença nos principais eventos de MMA do país. Para confirmar essa evolução em 2015, duas das maiores esperanças da equipe, Marcão Bad Face e Naldo Silva, vão estrear no tradicional evento americano Legacy FC.

Bad Face será o primeiro a pisar no cage contra o ex-UFC Clay Harvison, no próximo dia 20 de março, na edição 40 da organização, em Atlanta, nos Estados Unidos, pela categoria dos meio-médios (até 77,1kg). Seu companheiro de equipe, Naldo Silva assinou contrato com a franquia nesta semana e em breve terá sua estreia marcada. Os dois se juntam ao também companheiro de equipe Pedro Souza, que já integra o grupo de lutadores do Legacy desde 2014.

Natural do Rio de Janeiro e há anos morando na capital paranaense, Marco Antonio Santana, o Marcão Bad Face, vai fazer sua estreia em um evento internacional. Com um cartel de 16 vitórias e apenas sete derrotas, ele vem em uma ótima sequência de seis triunfos consecutivos. Adversário de Bad Face, o norte-americano Clay Harvison tem em seu currículo passagens pelo UFC em 2011 e pelo Bellator em 2013, acumulando um total de 12 vitórias e cinco derrotas na carreira.

"O Marcão é um cara que já lutou com os maiores cascas grossas do Brasil e a oportunidade dele lá fora chegou. Eu confesso que estou até ansioso para ele mostrar o que sabe e todos vão conhecer o potencial dele", afirma o líder da CM System, Cristiano Marcello.

Já Josénaldo Silva, conhecido apenas como Naldo, assinou seu contrato com a organização americana nesta semana e ainda não tem adversário definido. O manauara, radicado em Curitiba, conta com um cartel impressionante. Com 20 vitórias e apenas quatro derrotas, o lutador vem em uma incrível sequência de 12 vitórias consecutivas, sendo 8 delas por nocaute. Os números impressionam Cristiano Marcello que quer ver o pupilo no patamar mais alto do MMA mundial em breve.

"O cartel do Naldo fala por si só, eu acredito que na categoria de 61kg ele está entre os melhores do mundo e o vejo ganhando e impressionando o público no Legacy. E em breve vai ter a merecida oportunidade no UFC, que eu, particularmente, acredito que já chegou a hora", confia.

 

Árbitro fazendo cagada


Na sua opinião quem errou, o árbitro por não ter interrompido, ou o lutador por não ter batido? Comente.