terça-feira, 25 de novembro de 2014

Modelos de carros que mais combinam com cada lutador...

Apertem os cintos!


Salve internautas, guerreiros, que treinam rigorosamente e acessam esse blog maravilhoso todo santo dia hehee?! Trouxe um post diferente sobre carros novos e usados, pra sair da rotina, colocando lado à lado as feras do MMA Br vs. feras Automotivas, veja o resultado:


Anderson Silva - Camaro SS

O Anderson Silva é um lutador peso médio e bastante conhecido pela sua força por isso o Camaro combina tanto com ele, pois é um coupé esportivo de porte médio da Chevrolet produzido desde 1966, um "Muscle Car" que seria a resposta da GM ao Ford Mustang, de 1964. Sua produção foi interrompida em 2003 mas a GM já retomou a produção de uma nova versão a partir de 2009.



Jose Aldo - Ferrari 458

Zé Aldo é digno de ser comparado com uma Ferrari! Afinal é classificado como o Peso Pena número 1 no mundo. A Ferrari é bastante conhecida por seu cavalo negro empinado em um fundo amarelo, assim como Aldo são sinônimo de paixão, ação, desempenho, velocidade, inovação e tensão incessante para alcançar a excelência. Na categoria de Aldo o que mais consiste é velocidade, mais uma semelhança, pq a potente Ferrari 458 é um carro que acelera dos 0 aos 100 km/h em 3.4 s e pode chegar aos 325 km/h :O  



Antônio Silva - BigFoot

Antônio Silva conhecido também como Pezão ou BigFoot. Claro, seu apelido já diz qual carro melhor o representa! Pezão é um lutador peso-pesado, Silva sofre de uma doença chamada acromegalia*, que causa o alargamento das características faciais e do corporais, já os bigfoot são caminhões MONSTERS grandes, com motores V8 com 1400 HP, 6 metros de comprimento e 5 toneladas de peso.



Vítor Belfort - Toyota RAV4

Apesar do Belfort ser conhecido como Bad Boy e ser considerado um dos ícones do MMA brasileiro, ele é evangélico, casado e têm três filhos. Nada melhor que uma SUV, com design inovador e com bastante conforto e segurança para ele e toda sua família e sem perde a pose e a fama de garoto mau, Toyota RAV4 se encaixa perfeitamente no perfil do Fenômeno.



Fabrício Werdum - Ford Mustang

Fabrício Werdum é lutador da categoria peso-pesado, durante suas lutas é bastante comum você escultar VAI CAVALO! Grito de guerra e apelido do lutador. A escolha não poderia ser outra se não o Ford Mustang, o que não falta nessa máquina é cavalo possui 1.115 cavalos de potência. O nome "Mustang" é inspirado no avião de caça estadunidense P-51 Mustang, cujo nome se inspira uma raça de cavalo selvagem.



Lyoto Machida - Hyundai Veloster

O carro escolhido para Lyoto Machida foi o Hyundai Veloster, ele é um carro que se enquadra perfeitamente na categoria do lutador meio-pesado, não é um carro muito forte e nem muito fraco. O diferenciado estilo de luta aplicado pelo Kakareka chama muito a atenção, o Veloster também, só que pelo seu design ultra moderno, mais uma boa semelhança entre ambos.



Ronaldo Jacaré - Ford F-250

Ronaldo de Souza dos Santos, mais conhecido como Ronaldo Jacaré, é um lutador destemido e muito resistente assim como a F-250 que foi uma pickup produzida pela Ford do Brasil desde 1999, quando substituiu a F-1000 e descontinuada em 2012 para dar lugar a nova Ranger. Jacaré é um forte representante do Brasil nos pesos-médios, e a F-250 era sem sobra de dúvidas um dos carros mais fortes da Ford.



Wanderlei Silva - Nissan 360

Wand é um ex-lutador brasileiro de MMA, que fez bastante sucesso no extinto PRIDE, um evento de Vale Tudo Japonês, por este motivo selecionamos uma montadora japonesa. O modelo é o Nissan 360, muito conhecido pelo seu característico design inovador. Algo que combina c/ o Cachorro Louco, que fez o mesmo no Japão! Inovando com sua técnica e golpes que até então eram desconhecidas no país. Tudo isso gerou vários contratos de publicidade (alguns bizarros) e até virou personagem de diversos games na época.




Glover Teixeira - Golf

Volkswagen GOLF e Glover Lucas Teixeira, o que eles tem em comum? Assim como o novo Golf vem conquistando consumidores satisfeitos, Glover vem conquistando os amantes de MMA e fãs do evento, se mostrando um lutador firme, confiante e dono de uma mão pesada, busca sempre nocautear o adversário. O Golf está no mesmo ritmo, cada vez conquistando mais mercado e ganhando novos fãs. Se mantendo um líder estável em sua categoria.




Renan Barão - BMW Z4

A BMW Z4 é o carro perfeito para comparar com o ex-campeão peso galo do UFC, Renan do Nascimento Mota Pegado, mais conhecido como Renan Barão, são baixos, leves e consideravelmente fortes. O esbelto conversível chama atenção por onde passa e Barão por onde luta.






---
Fontes de pesquisas: *Webmotors que em nossa opinião é o maior e melhor site para comprar, vender, financiar, fazer seguro e saber tudo sobre veículos.
Wikipédia.
* Google

 

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Leandro Lo finaliza Durinho e faz a festa na Copa Pódio

Em duelo sem limite de tempo, atleta supera antigo algoz com belo estrangulamento; Felipe Preguiça brilha e se torna bicampeão do GP dos Médios.


A noite deste sábado, dia 22 de novembro, foi de muito jiu-jitsu no Ginásio do Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Em mais uma grande edição da Copa Pódio, Leandro Lo e Felipe Preguiça passaram a ter motivos de sobra para fazer da data algo inesquecível. Na Super Luta do evento, Lo finalizou Gilbert Durinho e soltou o grito preso na garganta após três derrotas para o hoje atleta do UFC. Já Preguiça superou seis oponentes e, em final eletrizante, conquistou o bicampeonato do GP dos Médios da organização.

Cercado por expectativas do meio da arte suave, Leandro Lo e Durinho subiram no tatame na luta mais aguardada da noite. O primeiro, em ritmo acelerado, parecia querer decidir logo o desafio. Durinho, por sua vez, estava mais centrado, mas também não demonstrava interesse em um combate longo. Após estudo nas posições, o pupilo de Vitor Belfort atacou o braço de Lo quando o relógio marcava 12 minutos de luta, completando com um leglock. O paulista escapou da investida após muita força, e a ação foi aplaudida pelo público.

Minutos depois, aos 19, por cima, Lo encaixou a pegada na gola do quimono de Durinho e de lá não soltou mais. Ao tentar se levantar, o niteroiense não conseguiu escapar do ataque e Lo apertou no estrangulamento para comemorar muito o aguardado triunfo. Foi a quarta vez que eles se enfrentaram, a primeira vez que Leandro Lo deixou o tatame vitorioso.

"Esperei por essa comemoração por muito tempo, desde a primeira vez que perdi para ele - em 2011. Me preparei muito para vencer, estou muito feliz com o resultado. Saio daqui hoje com a sensação de dever cumprido", comemorou Lo.

Preguiça confirma favoritismo e fatura o bi

Provando que sua atual fase é realmente incrível, Felipe Preguiça mais uma vez deixou para trás seis adversários e subiu no alto do pódio pelo segundo ano seguido no GP dos Médios. Na fase inicial do torneio, o mineiro anotou 26 pontos em suas vitórias, além de uma bela finalização. Assim, ele passou para as semifinais classificado em primeiro lugar do grupo amarelo, acompanhado por Gregor Gracie, que terminou em segundo.

No outro lado da chave, no grupo verde, Luiz Panza e Cláudio Calasans foram os melhores e colidiram com Gregor e Preguiça, respectivamente. Panza, em pouco mais de dois minutos, finalizou o representante da família Gracie com uma chave de pé e se garantiu na grande final. Para também chegar à cobiçada decisão, Preguiça anotou 7 a 2 sobre Calasans.

No embate que definiu o campeão, emoção do início ao fim. Panza começou em vantagem após uma raspagem, pulando na frente em 2 a 0 no placar. Porém, no último minuto, o paulista foi penalizado por falta de combatividade, e seria esse o fator decisivo para o desfecho do GP. Faltando 10 segundos para o fim, Preguiça se levantou e empatou a contagem de pontos e vantagens. Com isso, a punição de Panza deu o bicampeonato a Felipe Preguiça.

"O GP da Copa Pódio é uma das competições mais difíceis de se ganhar no mundo, pois são seis lutas em um curto espaço de tempo e todas elas são como finais. Essa decisão contra o Panza, que é um cara que eu gosto muito e duríssimo, serviu para coroar toda a minha campanha. Foi dificílimo, mas estou muito feliz por conquistar duas vezes o torneio", enfatizou o agora bicampeão.

Na disputa pelo terceiro lugar no GP dos Médios da Copa Pódio de Jiu-Jitsu, Cláudio Calasans enfrentaria Gregor Gracie, mas a luta não aconteceu. Com dores na cervical desde a última rodada da primeira fase do torneio, Gregor optou por não entrar em ação e Calasans foi agraciado com o terceiro lugar na competição.

Norte-americano leva a melhor no Desafio Brasil x Estados Unidos

O embate que reuniu duas nações, entre o brasileiro Lucas Hulk e Tim Spriggs, começou de forma intensa, com muito equilíbrio nas disputas pela pegada. Com cinco minutos de luta, o norte-americano encontrou a brecha necessária para alcançar as costas do oponente, abrindo quatro pontos no placar. E da mesma posição, Spriggs conseguiu o estrangulamento sobre o brasileiro, para alegria de Lloyd Irvin, seu treinador.

No outro Desafio Brasil x EUA, João Miyao e Gianni Grippo competiram por uma hora, mas a finalização não aconteceu. Como o combate não tinha contagem de pontos, os dois se reencontrarão na próxima edição do evento em um tira-teima. Na luta que abriu a noite de lutas do evento foi disputada entre os brasileiros Lucas Valle e Rafael Mansur. Após vinte minutos equilibrados de disputa, Lucas terminou na frente em 3 a 2 e comemorou o triunfo.

Copa Pódio de Jiu-Jitsu - GP dos Médios

Luta Especial
Leandro Lo finalizou Gilbert Durinho com um estrangulamento aos 20 minutos e 34 segundos de luta

Desafio Sem Kimono
João Miyao e Gianni Grippo empataram após uma hora de luta

GP dos Médios
Campeão: Felipe Preguiça
Vice-campeão: Luiz Panza
Terceiro lugar: Cláudio Calasans
Quarto lugar: Gregor Gracie

Desafio Brasil x Estados Unidos
Tim Spriggs finalizou Lucas Hulk com um estrangulamento aos 5 minutos e 13 segundos de luta

Luta Preliminar
Lucas Valle venceu Rafael Mansur por 3 pontos a 2

 

domingo, 23 de novembro de 2014

UFC Fight Night 57: Vídeo da luta - Frankie Edgar vs. Cub Swanson

Frankie Edgar derrotou Cub Swanson por finalização (mata-leão).

Veja o vídeo da luta completa:

 

UFC Fight Night 57: Vídeo da luta - Edson Barboza vs. Bobby Green

Edson Barboza derrotou Bobby Green por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-27).

Veja o vídeo da luta completa:

 

UFC Fight Night 57: Vídeo da luta - Brad Pickett vs. Chico Camus

Chico Camus derrotou Brad Pickett por decisão dividida (29-28, 29-28 e 27-30).

Veja o vídeo da luta completa:

 

UFC Fight Night 57: Vídeo da luta - Jared Rosholt vs. Oleksiy Oliynyk

Oleksiy Oliynyk derrotou Jared Rosholt por nocaute (Soco).

Veja o vídeo da luta completa:

 

UFC Fight Night 57: Vídeo da luta - Joseph Benavidez vs. Dustin Ortiz

Joseph Benavidez derrotou Dustin Ortiz por Decisão Unânime (30-27, 30-27 e 30-27).

Veja o vídeo da luta completa: